Intradermoterapia

A intradermoterapia consiste na aplicação de medicamentos na pele ou subcutâneo. Técnica de origem francesa tem como intuito proporcionar uma alta concentração do fármaco (remédio) no local de ação, com poucos efeitos colaterais, visto que a absorção e concentração deste no sangue é muito menor do que se fosse dado por via oral. Vários são os medicamentos disponíveis para o tratamento, ficando o médico responsável pela escolha da mescla (mistura dos fármacos), dependendo do objetivo do tratamento.

Indicação: gordura localizada, flacidez e celulite.

A intradermoterapia tem ação localizada e é realizada com o uso de agulhas muito curtas, injetando-se medicamentos que melhoram a circulação e medicamentos lipolíticos que “queimam” a gordura dos tecidos.

Se um medicamento é ministrado por via oral ou por injeção circula pelo sistema vascular atingindo todos os órgãos. Embora um produto possa se concentrar mais em determinados órgãos, de maneira geral se distribuem por todo o corpo. Só uma pequena parte do medicamento vai para o órgão alvo, onde existe o problema. Portanto, da dose total recebida, apenas uma fração chega até o local que está doente. Por exemplo, se um paciente tem uma “inflamação” no joelho e recebe um anti-inflamatório, a medicação vai se distribuir por todo o corpo, atingindo os pulmões, o fígado, o outro joelho, enfim todo o organismo, e só uma pequena parcela vai atingir o joelho doente. A dose do medicamento é calculada baseada na parcela que age no ponto que este doente, e o restante acaba sendo inútil.

O princípio básico da Intradermoterapia é a aplicação de medicamentos, próximo ao local onde vai agir. Então se a medicação é aplicada no local, estará presente no ponto alvo em altas doses, e quando é absorvida e distribuída pelo organismo, se dilui e tem seu efeito muito diminuído para os outros órgãos. Então, uma pequena quantidade aplicada no local alvo terá uma forte ação neste local, e quando absorvida e distribuída no resto do organismo haverá uma diluição e os possíveis efeitos colaterais serão muito diminuídos.

É óbvio que essa técnica não substitui qualquer dos tratamentos convencionais, mas tem algumas aplicações muito específicas onde pode ser útil. Portanto, Intradermoterapia é apenas uma maneira de administração de medicamentos.

Os medicamentos usados são lipolíticos, ou seja, liberam a gordura do tecido, que não será reposta por causa da reeducação alimentar. Portanto, como todos os métodos estéticos de combate à gordura localizada e celulite, a Intradermoterapia só é eficiente associada à reeducação alimentar.

Faça o seu pré-agendamento agora.